domingo, 11 de novembro de 2012

A MONTANHA E O RIO CAPÍTULO 39:

SUMI

No salão de jantar, em meio a algazarra geral, uma menininha correu para perto de mim e puxou o meu vestido. Agachei-me para encará-la e perguntei: _O que foi querida? _Tem um homem procurando por  você. Disse a menina, faltavam-lhe muitos dentes.
Olhei para cima e vi um homem alto, de cerca de 25 anos, se aproximando. Ele estava com uma expressão séria. Limpei as mãos numa toalha e fui falar com o homem. _Em que posso ajudá-lo? _Sou o chefe do Corpo de Bombeiros da cidade. Recebemos um comunicado de que há um incêndio no andar de baixo. Precisamos retirar todas as crianças do local, o mais rápido possível. _O que devo fazer? _Não grite. Apenas siga-me. Meus homens cuidarão de evacuar o prédio ordenadamente. _Mas preciso ficar aqui e ajudar. _Não, isso irá retardar a operação. Venha agora.
Uma dúzia de bombeiros cercou o salão. As crianças ficaram surpresas ao vê-los. _Tem um incêndio? Perguntou uma delas. _Tem. Precisamos sair do prédio agora mesmo. As crianças se transformaram num enxame de abelhas. _Para onde está me levando? Perguntei. _Para o outro lado da rua disse o homem. A desconfiança começou a surgir em mim. _Está me prendendo? _Não, claro que não. Lá é mais seguro.
Fui levada para dentro de um prédio e num escritório vazio, me pediram que aguardasse. Pensei nos meus órfãos, lembrando que sua primeira festa de Ano Novo estava sendo interrompida por esse incêndio e suspirei.
_____________________

SE PERDEU ALGUM CAPÍTULO, ENTRE NO MENÚ "CONTOS DE FADAS", ONDE TODOS OS CAPÍTULOS ANTERIORES ESTÃO ARMAZENADOS.

Nenhum comentário:

SOS  AO MUNDO PELA VENEZUELA... Hoje meu post não é sobre reallytie, desculpem-me, hoje estou inteira solidária com a Venezuela...