quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

EU, GISELLE RUBIRA, CHOREI POR SOFIA, ME DECEPCIONEI E HOJE ODEIO DIOGO...



NEM MESMO AS FRONTEIRAS QUE NOS DISTANCIAM ME IMPEDIRAM DE TORCER PELO CASAL DIOGO E SOFIA E HOJE, ENTREGO A TODOS VOCÊS, A AMARGA DECEPÇÃO BRASILEIRA NESSA PESSOA...

"Nao sou socióloga. Não me considero experiente, inteligente nem sábia para pretender  analisar qualquer pessoa. Busco tão somente aceitá-las procurando entender que somos diferentes e que as nossa diferenças nos tornam iguais em essencia e justificam os nossos maiores absurdos, pois todos estamos em busca de uma só coisa: a tal da felicidade! E para cada um ela se apresenta também diferente. E precisamos aprender a respeitar os meios usados por cada um na sua procura ... porque cada um, é cada um! Mas ... às vezes não dá!
Eu me sinto criança presa em um quarto porque não posso participar de conversa de adulto! Porque, na verdade, nada tenho com isso! Não tenho? Então porque esse sentimento avassalador de indignação diante de tanto cinismo? Por que a sensação de engano, de manipulação, de desrespeito ao direito maior de  fazer o que quisermos conquanto que respeitemos o próximo?
Ah,  Diogo Marcelino! Foi laureado com o Oscar de melhor ator de todas as temporadas! E continua caminhando para a invencibilidade! Dificil  será outra atuação  superar a sua! Fora da tela, como é difícil acreditar que esse seja voce!  Usando adjetivos "softs" passamos por mentiroso, enganador, oportunista, manipulador e ... os que conseguirmos afins. Mas o que mais me chama a atenção em seu comportamento é a sua covardia na lide dos assuntos interpessoais.  As pessoas que passam por sua vida após servirem aos seus propósios de conquistas e/ou passatempos  são ignoradas.  Vamos falar claramente!  Voce se submeteu ao julgamento do público quando se colocou dentro de uma casa vigiado 24 horas/dia. Como em qualquer julgamento, jurados a favor, jurados contra. Mas voce buscou, voce quis esse julgamento! Não se vitimize agora!
Todos assistiram e tomaram conhecimento dos acontecimentos após o termino do programa. Todos assistiram sua covardia em não assumir a si próprio, acreditando que pudesse fazer uso do que voce chama de sua liberdade, sem entender que podemos avançar ate o limite em que outra pessoa está por nós. Esse limite deixa de existir quando voce diz: este espaço é meu, preciso dele.  Não me espere mais. Doi a quem escuta? Dói. Mas não estranha, e mais importante, aceita quando o espaço que estava ocupando  é fechado, com outro hóspede, ou não, E a vida segue. Não vou ser redundante repassando tudo o que já dito e cobrado de voce. E dizer que as pessoas não teem nada com isso, é tão mentira como tudo o que voce hoje diz. Bem, voce pode nem mentir, quem sou eu para ser dona da sua verdade. A questão é, as palavras são suas mas o critério da verdade é nosso. Nosso ... das pessoas que o assistiram, que acreditaram, que se dedicaram em lhe contemplar com o reconhecimento de estar em uma final e uma honrosa colocação. Voce nunca deu  valor a isso. Se considera onipotente, acima de tudo e todos. Acima de todas as opiniões. Fez o que quis,  no tempo que quis, humilhou e desrespeitou quem quis e pode, só não acreditou que fosse atingir às pesssoas que acreditaram em voce. E hoje, sabem que foram enganadas por voce.
Diogo, cada vez que tenta cada vez que tenta justificar o injusticável que voce criou com atos, se afunda mais em descrédito! Voce está se tornando pequeno demais para seu 1,95 m.
Meus conceitos podem se perder no vazio, afinal o que sabe da vida e das pessoas uma garota de 23 anos? Se eu, com 23 anos, entendo que uma pessoa apaixonada quer proximidade, quer afeto, quer estar ao lado, quer toque ... voce quer fazer acreditar que precisa de tempo?  Ora ... sabe o que é pior? Pensar que pode continuar a iludir. Transparece, é cristalina a orientação recebida para amenizar o tsunami de indignação que seu comportamento tem gerado. Sabemos que devem ter pessoas a sua volta que o conduziram ao erro, mas voce não teria permanecido nele se tivesse hombridade e caráter na condução dos seus atos, do seu comportamento e feito uso do seu livre arbitrio, com desfecho integro para as partes envolvidas e contando com a compreensão de todos nós. E agora, vem a publico com meias palavras, com meias verdades, contemporizar para poder continuar usando uma pessoa que sempre, mas sempre mesmo esteve ao seu lado, pedindo por ela e por voce, com o intuito de limpar sua imagem que voce mesmo fez questão de sujar?  Sei não ... mas voce usa pano sujo nessa limpeza. Quanto à Sofia? Ela é magnânima ... ela é generosa ... Continuará a seu lado lhe emprestando o pano limpo para se limpar? Acho que sim. É bem próprio dela, mesmo que se prejudique para apoiar a  quem gosta. E ela te apoiando nos carrega junto, pois  aonde ela for, nós estaremos, mesmo contraiados, mas respeitando.  Eu, se fosse ela, mandaria  voce usar o guardanapo requintado da mesa aristocrática da Maria Joana. Não perderia meu tempo. E o dela é infinitamente mais valioso que o meu.

Giselle"
 
Honrada em receber palavras verdadeiras e tão sentidas de minha amiga...
Beth
 

Nenhum comentário:

SOS  AO MUNDO PELA VENEZUELA... Hoje meu post não é sobre reallytie, desculpem-me, hoje estou inteira solidária com a Venezuela...