Páginas

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

CHEGUEI... ESSA SOU EU...


Chega de ficar escondida... Aí eu me pergunto o motivo, mas nunca soube exatamente... Tenho mais é que mostrar minha cara e assumir meu blog de cara limpa...
Tirei o Reallytando da gaveta. Vamos reiniciar nossa jornada com mais essa edição que está chegando, então seja bem vindo BBB 17.
Sempre saio das edições estressada porque como já disse me envolvo demais, não conseguiria comentar sem aquele ingrediente que me persegue: paixão. Por ser assim, tão envolvida, me torno polêmica, falo tudo sem medir consequências e nesse quesito, as vezes causo ou amores e amizades sinceras, algumas comigo até hoje desde a 1ª edição ou fomento desafetos. Fazer o que? A essa altura da vida, não vou mudar mesmo, então é me ame ou me deixe, simples assim. Continuo optando por ser eu mesma... Portanto quem gostar de mim, nem sempre certa e jamais perfeita, vem comigo, temos um BBB 17 inteiro para viver...
Sobre isso, devo fazer algumas considerações sobre a edição passada, a qual perdi algumas pessoas queridas por torcermos em lados opostos... Esse é o preço das blogueiras, afinal, não somos planta, temos que nos posicionar e optar, perdi, ganhei e aqui estou mais uma vez. Lembrando aos meus seguidores que não sou blogueira profissional, o reallytando existe apenas para comentar BBB, não contem jamais comigo na Fazenda, tentei, mas foi e sempre será muito difícil, então, estou forinha da Record.
Bem, sobre BBB 16, devo dizer e admitir que na verdade a vencedora não foi Munik, a vencedora desde o início foi Ana Paula e devo me render ao fato de que ela é um fenômeno, foi com certeza a participante mais marcante de todas as edições. Ela deu a vitória de bandeja para Munik, ressuscitou pessoas do seu grupo, que estariam fora se não fosse seu apoio. Deixei de apoiá-la apenas porque ela tinha uma estratégia que eu não curto, era arrogante, entrou para atropelar quem não fizesse suas vontades. Agradou. A mim durante um tempo, mas quando comecei a ver aquelas conspiraçõezinhas me desencantei, fui radicalmente contra a forma agressiva de como  competia. Mas ela era eclética, tinha na mesma medida carisma, doçura e bom caráter, coisa que a vencedora nunca teve. Não aprovei a forma como ela jogou mas nunca deixei de gostar dela, de rir com ela, de querer torcer por ela, mas não conseguia porque na hora de jogar duplo eu repudiei. E acho que repudiei bem mais a velha bruxa e a vencedora do que ela e o Ronan. Enfim, esclarecido. Passou, agora vamos enfrentar outra edição, com novas pessoas... Se preparem, vai ter muito clone de Ana Paula, sim mirando seu "sucesso" vamos ver gente criando barracos para aparecer, já estou preparada. Não quero, não devo deixar esse vírus da paixão entrar no meu coração, digo paixão porque amor é eterno, mas paixão é como gripe, passa rápido.
Vou tentar ver com olhos de blogueira, sendo mais comedida, só não contem comigo para ser baba ovo de diretores globais,  tampouco achar que Thiago Leifert vai ser fantástico, (não vai, questão apenas de tempo), disso realmente estou bem longe, mas não quero ficar tão envolvida porque sei que pego pesado. 
Fiquei distante, por conta de minha militância política e de meu livro, que ainda não terminei, cada vez que escrevo um capítulo mudo tudo, quero dar o meu melhor e isso me toma muito tempo... Envolve dedicação, abandono, inspiração e contamos sempre com o inesperado...
Então desejo a todos um feliz natal um fantástico Ano Novo e nos encontraremos nele para futricar o BBB 17. Beijos

Beth

Um comentário:

Bandys disse...

Oi Beth,
Prazer.
Sempre leio seu blog na época de BBB.
Vamos ver ne?
Beijos

AGRADECIMENTOS:

Contribuição e composição visual do blog anabiavaz@gmail.com