segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

CINDERELA STORY!

CINDERELA STORY ...





CINDERELA E SEU PRÍNCIPE...






A MADRASTA MÁ...





AS FILHAS E AS MALÉVOLAS AMIGAS DA MADRASTA...

AS HORROROSAS, INVEJOSAS E MALVADAS!














A Cinderela era linda! Meiga e vivia sob os cuidados de uma madrasta malvada, que a seduzia, enganava, fingindo amor, mas no fundo sua beleza e seu brilho a faziam se rasgar de ódio... Então a madrasta em sua mascara de boazinha foi formando seu exército contra Cinderela e conseguiu colocar todos contra ela, como se ela ameaçasse alguém... A Cinderela, alheia ao que tramavam contra ela, contra sua beleza, continuava seus afazeres domésticos, era a verdadeira criada da madrasta e de suas filhas, que por sinal, eram horrorosas e mal amadas, nenhum homem as queria, enquanto isso, trancavam a pobre Cinderela para que sua beleza não fosse reconhecida...




Mas Cinderela era uma romântica sonhadora e mesmo esfregando o chão e sendo uma criada, sonhava com seu príncipe, pois algo lhe dizia que ele estava muito perto!


Um belo dia, via-se um movimento na casa da madrasta, via-se costureiras entrando e saindo e as irmãs muito agitadas e nervosas e via-se também a madrasta dando instruções de como seduzir o príncipe e atrair a atenção da nação para elas... Será que é isso, exatamente que fazem com Sofia?
Cinderela, lógico, uma jovem vibrante e bondosa, sentiu imensa curiosidade de ir a esse tal baile que o príncipe daria para escolher uma eleita ao trono! Sentiu vontade de dançar e escutar músicas... Mas coitada, ela jamais seria liberada para tal evento, pois se fosse ofuscaria todas as mulheres do baile... Triste, pensativa, no jardim, eis que apareceu sua fada madrinha...




Ela disse a Cinderela, que ela iria ao baile, mas que havia algumas condições, quando desse meia noite, teria que sair imediatamente, senão sua carruagem viraria uma abóbora e ela estaria vestida com as roupas feias do trabalho. Cinderela não coube em si de felicidade e num piscar de olhos estava vestida e penteada como uma rainha e sua fada lhe disse, _Vai menina! Aproveite a noite, seja feliz, mas não se esqueça do horário viu?



Cinderela abafou na noite do castelo, não havia homem que não a olhasse lhe admirando a enorme beleza e mulher que não se mordesse de tanta inveja! E todos queriam saber de onde surgiu uma pessoa tão magnífica! Deu meia noite e Cinderela, sem maiores explicações saiu correndo pela escadaria do palácio e deixou seu sapatinho de cristal cair na escadaria, mas não havia mais tempo de voltar para resgatá-lo e assim, ela partiu sem um pé de seu sapatinho de cristal.

No dia seguinte, todas as moças da cidade estavam experimentando seu sapatinho por um enviado do palácio! Quando chegou na casa da madrasta, o enviado, já tenso, perguntou se não havia mais nenhuma moça na casa, as irmãs invejosas disseram que a única que havia era a criada e o enviado chamou Cinderela...


Daqui para frente, entrego minha história à voces portugueses, sabe por que? Porque somos mutantes, o mundo é mutante, então, cabe a Portugal, fazer justiça, ou deixar que vença os interesses da madrasta má e de suas invejosas e horrorosas filhas e amigas mal amadas! Daqui para frente tudo pode ser reescrito ou não, a história é de vocês, terminem para nós...Eu confio nas fábulas e nos contos de fadas, e você?

Nenhum comentário:

NÃO FOI FESTA NO APÊ MAS TEVE BUNDA LÊ LÊ... Estou postando só agora porque estava em viagem para o sítio e a serra estava com ...