Páginas

quinta-feira, 4 de abril de 2013

VEJAM KAMILLA DANDO UMA ENTREVISTA PARA O YAHOO...LINDA E MUITO VERDADEIRA...ORGULHO TER TORCIDO POR ELA!!! VAMOS VER? PORQUE PROTAGONISTA É PROTAGONISTA...
 
EXCLUSIVO: “Eu não usaria a mesma estratégia, mas ela foi merecedora”, afirma Kamilla sobre a campeã do BBB13. Confira a entrevista completa!
 
Que delícia conversar com Kamilla Salgado e perceber que toda aquela tensão de seus últimos dias de confinamento ficou para trás. Enquanto eu conversava com a miss do BBB13, podia ouvir seu namorado Eliéser Ambrósio ao fundo, falante e animado, se preparando para tomar o café da manhã. Aliás, de acordo com uma fonte seguríssima, o casal é exatamente como vimos durante o confinamento, “tanto qualidades quanto defeitos”.
Mas vamos aos fatos! Kamilla está felicíssima e curtindo horrores a nova fase de sua vida. “Estar lá dentro é bem mais difícil do que eu imaginava”, revela a morena com exclusividade ao Yahoo! TV.
 Na opinião de Kamilla, o reality show da Globo é um jogo de convivência, mas que nem tudo são flores. “A melhor parte é se conhecer mais profundamente e conhecer as pessoas. Já a pior é ter que criar situações para se divertir e conseguir levar tudo na esportiva, evitando explodir e tentando ser coerente”, analisa.
Ao contrário do que a maioria diz por aí, Kamilla conta que torcia sim por Fernanda depois de ser eliminada, mesmo não concordando com o jogo da loira. “Eu não usaria a mesma estratégia, me deixaria numa posição desconfortável. Mas ela foi merecedora, teve todas as qualidades que precisava para ganhar”, comenta.
Sobre seus últimas dois dias na casa, ocasião na qual estava visivelmente abatida, a ex-participante revela: “Observei pessoas muito próximas a mim permitindo situações para puxar meu tapete. Por isso eu fiquei muito triste”, explica. “Queria muito ganhar o programa, mas aqui fora estou ganhando um prêmio maior ainda. Estou com uma pessoa maravilhosa, o Eli, tenho meus fãs e minha família saudável e feliz. É isso que vale”, finaliza.
Confira a entrevista completa que o Yahoo! TV fez com a Kamilla e mate as saudades desta maluquinha que foi a cara do BBB13!
 O que te motivou a participar do BBB13: fama ou o prêmio?
O prêmio é a primeira coisa que a gente pensa, enche os olhos de qualquer um, mas, no meu caso, como meu sonho é ser apresentadora de TV, eu também queria um pouco de visibilidade. Uma coisa não exclui a outra.
 Estar lá dentro era como você imaginava?
É bem mais difícil. Você tem que criar situações para se divertir, para conseguir levar tudo na esportiva. Tem que ter paciência para relevar muita coisa e não explodir, sempre tentando ser coerente. O BBB é um jogo de convivência.
 Qual foi o lado positivo do confinamento?
A melhor parte é se conhecer mais profundamente e conhecer as pessoas.
 Você acredita em relação fake dentro do BBB (gente que forma casal para se beneficiar no jogo)?
Acredito sim. Nem todo mundo ali é 100% o que é aqui fora. Não que alguém fingisse ser uma pessoa, mas teve gente que foi too much, bem mais do que é aqui fora. Por exemplo, conseguindo se superar para não explodir com coisas que qualquer um explodiria aqui fora. Teve gente lá que se controlou.
Afinal, formar casal é bom ou ruim?
Depende do casal. Tem casal que prejudica, mas também tem casal que te levanta, te apoia e te dá força. No meu caso foi isso.
 Você tinha alguma estratégia antes de entrar no reality show?
Entrei sem estratégia, pois, a princípio, queria sentir as pessoas que estavam confinadas junto comigo. A partir do momento que me identifiquei com certas pessoas, minha estratégia foi proteger quem estava comigo, para chegar à final com elas e vencer o programa. Infelizmente não deu certo. Também sou muito observadora e tentei usar isso ao meu favor.
 Você foi a grande protagonista do BBB13. Bem ou mal, só se falava de você aqui fora. Por que acha que isso aconteceu?
Procurei ser eu mesma o tempo todo. Tentei esquecer que tinha muita gente me olhando. Se focasse nisso, ia ficar envergonhada, não conseguiria ser a Kamilla que sou. Dancei, cantei e brinquei da mesma forma que faço aqui.  Acho que isso faz o público se identificar, pois mostra o dia a dia das pessoas.
 E seu amigo imaginário?
Não tinha amigo imaginário não. Eu fazia isso, pois estava sozinha no começo, não tinha muitos amigos confiáveis. Ali dentro, nem todo mundo quer ser ouvinte, dar opinião, querem ficar neutros. Eu queria falar e queria que o público enxergasse o que eu estava vendo no jogo.
 Nos seus últimos dias na casa, sua feição estava mais tensa, você parecia preocupada e cansada. O que houve?
Eu estava sentindo que algumas pessoas da casa falavam mal de mim. Também observei pessoas muito próximas, deixando situações acontecerem para puxar meu tapete. Por isso eu fiquei muito triste.
 A quem você se refere?
Gostaria de não entrar em detalhes. Quem assistiu sabe.
 Por que acha que Anamara implicou tanto com você e Fernanda? Acha que o brilho de vocês a ofuscou, como sugeriu o apresentador Pedro Bial?
Não sei. Lá dentro ela me explicou que algo no coração dela dizia que tinha que votar em mim. Eu acho que se alguma coisa no coração dela dizia isso, que ela guardasse para ela e não ficasse falando mal de mim.
 Muita gente acha que você era possessiva em relação à amizade de Fernanda. Você é assim ou foi uma questão de jogo?
A Fernanda tinha um milhão de defeitos, como qualquer um, mas optei por não exaltar isso, apenas as qualidades. Mas quando ela estava com outras pessoas e ia me defender, escutava demais o que falavam e acabava entrando em consenso. A edição pegava isso. Eu não era possessiva, só queria me proteger e queria que ela me protegesse da mesma forma que eu fazia com ela.
 Por que acha que Fernanda venceu?
Ela teve todas as qualidades que precisava para ganhar e foi merecedora. Eu não usaria a mesma estratégia que ela, me deixaria numa posição desconfortável.
 Depois que você saiu, torceu para quem?
Torci para ela, era a única opção entre todas dali que me deixaria feliz.
 Você já assistiu a todas as fitas do programa?
Me mostraram algumas coisas. Meu pai colocou algumas gravações em uma festa surpresa da minha família, mas quando vi pessoas falando mal de mim não quis mais ver e fui curtir a festa. Gosto de ver as coisas positivas, das quais vou lembrar sempre com saudades. O resto me deixa triste e não vai agregar.
 Se decepcionou com alguém?
Saí do jogo e meu coração também. Não tem jeito, a gente não sabe de tudo, não tem PPV (pay-per-view) lá dentro. Até tentei escutar atrás da porta, mas não deu (risos).
 O que mudou na sua vida após o BBB?
Mudou muita coisa. Não tenho mais rotina e nem tempo, mas tenho certeza que as coisas vão se ajustar.
 Quais são seus planos daqui pra frente?
Gostaria de ser apresentadora de TV. Gosto de entretenimento e esporte. São assuntos alegres que fizeram e fazem parte da minha vida. Sei que ainda tenho muito para aprender e praticar. Darei o meu máximo para chegar lá.
 Você voltaria ao BBB?
Sinceramente, acho que não. Não por não gostar de estar lá, mas é porque já vivi tudo o que tinha que viver. Acho que seria a mesma pessoa se voltasse. Pensando bem, seria mais estratégica. Me prejuquei tentando proteger meus aliados. Talvez pensasse mais em mim. Neste momento que estou vivendo, afirmo que não participaria de novo, mas não posso garantir se pensarei da mesma forma no futuro.
 Gostaria de mandar algum recado para os seus fãs?
Amo meus fãs. Eles são meu prêmio. São o meu combustível para continuar fazendo tudo o que estou fazendo aqui fora. São e sempre serão fantásticos. Sempre vou tratá-los com o maior carinho do mundo dos carinhos.
 E o que diria para quem não gosta de você?
O único que tenho a dizer é para não perderem o tempo escrevendo coisas negativas. A vida é curta e temos que aproveitar cada segundo da melhor maneira possível. E esta não é a melhor coisa a se fazer.
 O Yahoo! TV agradece a entrevista e deseja boa sorte!
 
E O REALLYTANDO TAMBÉM DESEJA MUITA SORTE E SUCESSO PARA KAMILLA...

Nenhum comentário:

AGRADECIMENTOS:

Contribuição e composição visual do blog anabiavaz@gmail.com