sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

O BBB FOI DOMINADO PELO SÍRIO! VIVA KASAR...


w saytar ealaa bbi min qibal alswry! fifa kasar




O caso do Kasar é diferenciado de qualquer outro, trata-se de quase um fenômeno, uma unanimidade, ele já é o vencedor do BBB 18, não tem jeito, temos que agora, torcer para os outros preferidos chegarem ao 2º e 3º lugar porque o 1º já tem dono, é do sírio, merecidamente. Apenas se ele fizer uma cagada astronômica ou se desistir, coisa que em nenhuma das duas hipóteses eu vejo a menor possibilidade... Ele faz um jogo limpo, claro, bonito, faz com que suas atitudes toque nosso coração, nos faz rir, nos encanta com uma pureza que conseguimos captar e que já nem sabíamos mais que existia, tão esquecidos as vêzes nos encontramos com as distorções que a modernidade de nossos costumes nos arremete. Kaisar é único, é pérola preciosa demais para ser ignorada.
Lucas ganhou a prova do líder, merecido? Pelo esforço e determinação, sim, mas pelo jogo, ainda me reservo ao direito de não concordar, não gosto do jogo dele, muito estudadinho e previsível, mas mereceu por seu esforço, que venha sua liderança.
A prova exigia concentração absoluta e foco ...




Mahmoud irritou a turma da cueca, tirou, claro Ana Paula, Diego, Wagner, Caruso e Viegas, os cuequeiros estão chateados e pelo que estou entendendo, nesse paredão vai sobrar para o ex líder. Infelizmente, Jaqueline, pegou a consequencia, quando eliminada e foi direto ao paredão e se não tiver nenhum dos meus três preferidos eu vou ajudá-la... Gosto da alegria dela, embora as vezes ache exagerada, mas gente, estão todos num reallytie, deixa eles se exporem e serem felizes...




Ela entrou com o propósito de fazer casal, mas no meio do caminho esbarrou com Ana Clara, ai os rumos foram desviados, mas na verdade, Breno não quer nenhuma das duas, ele quer ser livre, vai ser difícil pegarem esse touro, nem pelo chifre vão conseguir.



São apenas amigos, mas acho tão bonitinhos eles dois... Eu sei, estou viajando, mas gente, a gente pode né? Estamos navegando num universo imprevisível, em que tudo pode acontecer, custa nada a gente entrar na fantasia...
Já perdi a muito tempo aquele velho conceito de que era errado combinar votos, , eles estão num jogo mata mata, natural se defenderem e aos seus aliados e nessa polêmica, Jéssica planeja botar Ana Paula e Gleisi no paredão, ora, estão atacando a bruxinha e Patrícia por tentarem também colocar seus desafetos no paredão. Gente o pau que dá em Chico, dá também em Francisco! Patricia levou 2 tortadas de Paula, ela deve cruzar os braços e deixar-se tombar sem se defender? Me poupem, vale torcer, mas hipocrisias e conceitinhos unilaterais não.




E Ana Paula não pode se defender? Burra ela se não o fizer e já vimos que ela de burra não tem nada, afinal é uma bruxinha e nunca negou a que veio, sejamos pelo menos justos... Acho que ela deve evai se defender com todas as suas forças, afinal é inegável o bullying que sofreu desde o início, por conta de seu temperamento impulsivo e de sua voz, a qual independe de seu controle. Seria votada por toda a casa, pois já estava combinado se não tivesse sido votada pelo líder, todos a criticavam, foi excluída da prova do líder, querem o que? Que ela se deixe abater sem ao menos lutar? Negativo, ela é do afronte e pode até ser tombada, mas jamais sem lutar.



Outra coisa, vi no Twitter, outro textão do de @CaraPraLua, também sensacional por sua análise perfeita, discordo de algumas colocações, mas merece ser lido também e vou contribuir com minha pequena parcela postando para vocês e não pensem que sou fanzoca da @, nem concordamos com nada uma da outra, sempre tomamos rumos diferentes, mas seria medíocre de minha parte não reconhecer e reverenciar esse texto, quase perfeito e espetacular...



"A entrega e o prometido

DE CARA PRA LUA·SEXTA, 2 DE FEVEREIRO DE 2018
 
De que maneira podemos enxergar um participante de reality show? Na discussão comezinha do twitter onde nós reduzimos a riqueza de cada jogador à apenas 140 caracteres ou de maneira ampla que nos permita enxergar além do óbvio? Talvez eu vá tecer algumas considerações que não agradarão a maioria, mas, senta aí amigo que lá vem textão.
Quando eles entram na casa cada um se compromete a entregar um jogo ao público. Certamente ninguém chegou ao BBB prometendo ao boss que seria uma pessoa comum e que foi ao BBB para tomar banho de piscina e fazer o amiguinho campeão. Cada um prometeu entregar um jogo de campeão e no atual estágio do jogo todos ainda têm capacidade de sê-lo depende se saberão entregar o plus necessário para completar essa jornada.
No entanto, já temos os protagonistas do momento e, gostando ou não deles ou de seu jogo, eles estão entregando o prometido. Lucas, por exemplo, completou ontem a prova de maneira muito eficiente, focada, determinado. O que me fez olhar Lucas com outros olhos. Não quer dizer que eu particularmente goste de seu jogo, mas Lucas não é um jogador para a gente desprezar e engessar nos 140 caracteres do twitter. Lucas tem todo o ferramental para fazer um bom jogo. É um cara bonito, malhado, tem força física e, melhor ainda, tem força mental. Na prova do líder de ontem, ele mostrou que será um sério competidor nas provas futuras. Seria, e foi, muito difícil derrotá-lo ontem.
Lucas é um cara educado, faz um excelente jogo interno, é querido pelo grupo, dificilmente será votado. Cozinha bem, trata todos educadamente, é carinhoso com as meninas e com os meninos. Mas falta ao Lucas uma pontada de humor. Lucas é duro, engessado dentro de seu discurso politicamente correto. Acredito que se ele relaxasse, parasse de trazer a noiva para o jogo, se envolvesse com a Jessica, Lucas seria um sério candidato a esse prêmio. Não que o romance em si resolva o problema de algum jogador, mas para Lucas esse envolvimento traria a ele uma empatia ou questão polêmica com o público, coisas que ele carece no momento. Mas Lucas até entregando o que ele prometeu.
Da mesma maneira Paula. Ela tem todo o instrumental para fazer um belo jogo.  É bonita, simpática, é líder no grupo formado por ela, Jaqueline, Gleici e Jessica. Mas Paula tem um grande calcanhar de Aquiles, seu jogo de sedução, que faz de seu jogo interno um jogo perigoso. Tivemos ao longo da história do Big Brother vários jogadores, mulheres e homens, que usaram o jogo de sedução a seu favor. O problema desse tipo de jogo é que ele tem um limite. Para usar um exemplo, Maria usou o jogo de sedução a seu favor, mas o fazia com tamanho bom humor e leveza que divertia o público que a assistia. E era um jogo de sedução que a vitimizava e não prejudicava o outro. Maria tirou partido da sedução sem prejudicar ninguém.  Por outro lado, temos a Leticia do BBB14 que também usou o jogo de sedução no Big Brother. Mas, sem nenhuma pitada de humor, a sedução da Leticia a colocou num campo perigoso que acabou levando-a à eliminação.
Em minha opinião, o jogo da Paula está mais para Leticia do que para Maria. Com um agravante, Paula faz um jogo de sedução que envolve o seu alvo, faz promessas veladas de relacionamento, se coloca no meio de dois amigos como objeto de desejo. Não sei se gosto. É jogo de manipulação óbvio e descarado.  Não importa se Caruso e Wagner são adultos, não importa se Caruso é escroto, o que importa que é um jogo perigoso para ela. Se Wagner quer ser campeão eu acredito que só existe neste momento uma opção para ele, dar um “chega pra lá” na maior moral na Paula. Não entrar no jogo dela, não ficar apático diante desse jogo e ser levado pelo flow. Pois, mesmo que Wagner sucumba aos encantos da Paula, o jogo continuará sendo o jogo dela e não dele. Ela é a protagonista e não ele. O que nos resta saber é se Wagner foi para o BBB para arrumar namorada e fã clube caprichete ou se ele foi para montar a própria história e ganhar o prêmio. Porque Paula está entregando aquilo que ela prometeu ao público e ele não.
Outra jogadora polêmica que está carregando nas costas um grande alvo de má vontade de parte do público é a Ana Clara. Não que eu goste ou desgoste dela, mas Ana Clara está se jogando de cabeça, sem máscaras, sem fazer tipo, sem discurso politicamente correto. Protagonizou com razão as duas ultimas edições diárias do programa. Esse enredo de pai e filha está rendendo assunto e Ana Clara não o está vivendo em sua versão comercial de margarina. O pai dá uma bronca na madrugada e logo em seguida Ana Clara corre para a cama do Breno para dar muitos beijos na boca. Ana Clara fez o que Jaqueline não fez. Tomou a frente desse enredo e tornou-se protagonista dele.
A Jaque, no entanto, entrou na história do “eu não estou nem aí” mas estando, e ficou sem jogo, sem enredo, sem narrativa. Jaque tinha dois caminhos na história com o Breno, se jogar aos pés dele como fez Ana Clara ou sair beijando outras bocas no programa. Ficar só no discurso do não estou nem aí, apenas a coloca na posição do participante legal, gente fina que será escada para outro, não construirá sua história. E para ser campeão é necessário construir uma história, bizarra ou coerente. Ana Clara está montando seu enredo, seja burlando a vigilância do pai para saciar seus desejos de menina ou azucrinando o juízo do Breno que beijou uma boca que não devia. Ana Clara entrega seu prometido de ser a filha do pai.
E o que dizer do Breno? Ele já teve um rolo com a Jaque, depois Ana Clara e está de olho na Paula. Breno faz esse jogo do garotão pegador. O que não tem problema nenhum nisso. Os jovens hoje nas baladas se comportam dessa maneira. Mas Breno, assim como Paula, também nada em águas turbulentas. Tudo bem que ele deixa claro para as meninas que ele não quer compromisso, então elas embarcam se quiserem, mas quando você estabelece um tipo de comportamento que pode te levar a magoar o outro, a história começa a se complicar. Aqui fora eles beijam e vão para casa. No jogo, eles beijam e acordam para dar bom dia à pegada da noite anterior. Jaque diz que não, mas ficou chateada com esse rolo com o Breno. Assim como Ana Paula está caindo de cabeça na história. A única diferença entre o jogo da Paula e do Breno é que ele não insinua um possível relacionamento amoroso, mas são ambos os jogos que desprezam o sentimento alheio. Mas, Breno, também entrega o prometido protagonizando o jogo estabelecido por ele.
Ana Paula ontem verbalizou seu desejo de que Mahmoud quebrasse o pé ou morresse na prova de ontem. Não acho que essa seja uma atitude nobre ou correta, mas ela está dentro do script que ela se propôs a oferecer. Que é de ser bruxa. Se ela vai ser a Memeia ou a Bruxinha Luisa politicamente correta aí já é outra história. Mas Ana Paula prometeu exatamente isso e gostando ou não ninguém pode dizer que ela está se esgueirando pelo jogo. Ana Paula verbalizou o que muita gente pensa, mas não fala. E não falamos a toa, né? Todo ser humano tem seu lado de luz e de trevas. Somos seres complexos. O mal não é praticado por um ser demoníaco, com chifres e tridente, o mal é praticado por pessoas comuns assim como eu e você. Todos nós temos a capacidade interna de matar uma pessoa, de praticar atos ilícitos, mas somos regidos por nosso livre arbítrio e por um código ético e moral. Acredito que essa seja a linha divisória entre o mal e o bem que existe dentro de nós.
Ana Paula verbalizou esse mal interno, mostrou esse lado feio que nos habita, mas não matou realmente ninguém no programa. Ela verbalizou algo que não se verbaliza. Algo que nos choca quando passa em nossos pensamentos. Algo que ás vezes até escapa de nossa boca e nós prontamente a fechamos e olhamos para o lado para ver se alguém escutou nossa blasfêmia. O problema é que Ana Paula está num reality show, sua palavra está eternizada pelo youtube e será passada e repassada diariamente. Ela conseguirá sobreviver? Sinceramente, não sei. Mas sei que, assim como Lucas, Breno, Ana Clara e Paula, a bruxa do BBB está entregando o prometido.
Junto ao Kaysar, esses foram os protagonistas dessa primeira semana. Kaysar continua fazendo um jogo limpo e coerente. Ele tem a capacidade de estabelecer uma ligação com o publico que poucos jogadores de Big Brother conseguem. E, além de ser excelente no jogo externo, Kaysar também faz um jogo interno da melhor qualidade. Quase todos gostam dele no grupo, poucos têm coragem de indicá-lo ao paredão. Mara tentou, mas sua argumentação de que ele é forte no jogo, mesmo sendo correta, não conseguiu convencer a maioria do grupo.
Os demais jogadores continuam em seus papeis de elenco de apoio. Muitos têm chance de dar uma guinada, não sei quantos conseguirão. Wagner é um cara com imenso potencial. Mas precisa sair da armadilha do jogo da Paula. Se deixar levar pelo chove e não molha ou formar casal com a bela morena não sei se serão suficientes para fazê-lo campeão. Da mesma maneira a Gleici. Ela é linda, doce, mas precisa sair do papel da melhor amiga da noiva, seja ela Paula ou Ana Clara. Melhores amigas são escadas apenas, não casam com o príncipe consorte ou levam o prêmio para casa. 
Patricia, Diego, Viegas, Nayara, Ayrton, Jessica, Caruso, Jaque, Mahmoud, Gleici, Wagner estão todos no elenco de apoio. Alguns com chances de roubar para si o papel de protagonista, outros nem tanto. Precisam entregar o prometido. Jogo que segue.
Fonte: DeCaraPraLua"

Muito bom, muito sagaz nos detalhes e muito inteligente! Não poderia deixar de postar, sou imparcial e justa, esse texto é realmente digno do maior alcance possível para quem está acompanhando o BBB.



3 comentários:

Anônimo disse...

Discordo em alguns pontos sobre esse texto de cara pra lua. Primeiro que não vejo jogo nenhum dessa boca de boquete (Paula. Que boca horrorosa é aquela? Parece que tava fazendo um boquete e foi interrompida por um estranho e parou o ato c a boca toda arregaçada). Paula boca de boquete não faz nada no jogo a não ser seduzir. Jogo cansativo esse dela. Lucas e Mohamed são bons para os jogo de tão chatos que são. Eles não podem sair agora. Ana Clara é feia de dar dó e faz um jogo tão chatinho. Enfim, tô achando esse BBB muito fraco. Vou me render e soltar: botem de volta na casa o Marcos harter!

Eva/RN MC disse...

Beth querida, eu já tinha dois banquinhos de favoritos ocupados, agora está Kaysar sozinho. Não faz mal, porque minha torcida é para ele sair campeão. Ora simpatizo com um, ora com outro, mas são tão chatinhos, paradinhos e sem protagonismo, que fica difícil ocupar os dois outros banquinhos. Gostava de Patrícia, mas ela está mudando. Ainda gosto de Wagner, outro parado demais. Está difícil! Faz falta um vilão ou vilã. Queria pelo menos um barraquinho...hehehehe Tenha um ótimo fim de semana. Bjs.

Iara Alencar disse...

Beth
A materia que voce cita eu cai na mesma materia, mas eles usam so o trecho pra chamar cliques.
mas as garotas nao estavam combinando de por as 2, se voce olhar o video mais um pouco vai ver que elas acharam estranho apenas essa cogitação...nao estava planejando por elas.

incomoda demais que ana paula paranoia as coisas, nem é a voz dela que me choca, é como ela acha que ta todo mundo querendo tirar ela da casa quando na verdade parte dali a confabulação, de quem foi a ideia de jogar 7 votos na Jessica?
veio delas e do diego. Pra se defender, beleza mas o outro tb pode fazer.
Jogar nao é feio, mas jogar precisa ter coerencia.
pra se defender nao precisa atacar.

JOGA PEDRA NA GENI... Hoje foi mais um dia de horror com a louca que incorporou o espírito da outra louca que saiu... Inconf...