domingo, 3 de setembro de 2017

QUE VENHA A "NOVA CHANCE"



Estamos em contagem regressiva, eu, particularmente estou contando os dias... Um pouco confusa e tentando assimilar o conceito "Nova Chance", porque, lógico, tenho minhas preferências e pé atrás em muita gente que está entrando... Mas já estou me auto educando para receber todos de coração limpo, sem que as sombras do passado possam interferir em minha torcida, tampouco em meu julgamento. 
Falando em meu julgamento, ele me pega de surpresa muitas vêzes, torço por pessoas ecléticas e bem diferentes umas das outras, depende dos fatos, geralmente, tendo a proteger os perseguidos, não sei ainda o motivo, mas sempre é uma luta muito grande pelos meus preferidos. Por exemplo torci por Maria Melilo no BBB, ela era muito louca, mas vi nela uma ternura embutida e me apeguei nisso, fora o fato que apesar de toda promiscuidade que passava, existia uma menina doce, carente e com uma generosidade imensa, que eu captei e lutei por ela... Vejam bem, como pode uma pessoa que torceu po Maria Melilo, ter torcido também por Ana Carolina Madeira? Pois é, torci e talvêz por ela ter sido muito perseguida e injustiçada, a meu ver. Eu sei, eu sei, ela era chatinha, também achava, mas era também muito humana e por detalhes que desconheço, meu coração é que comanda minha torcida. Torci por Diego Alemão, por Siri, por Lia, por Joana, por Marcelo Dourado, por Fael, por Denise Rocha, por Viviane Araujo, por pessoas bem diferentes umas das outras, mas na sua maioria, sempre as visadas e perseguidas, discriminadas... 
Queria torcer em comum acordo com a emissora, sofreria menos, porque todos sabemos que os eleitos da emissora, se não saem vencedores, são sempre muito privilegiados... Vou sempre no refluxo da maré... Parece que no fundo gosto de sofrer, mas não é, me deixo levar pelo coração, de verdade. Tenho alguns critérios que sou bem rígida, como falsidade e caráter, mas o resto a gente releva, porque senão, fica chato, implacável e eu não sou assim...
Nessa Fazenda, vou ficar confusa, gosto muito da Denise e da Flavinha, mas quero zerar, até esse gostar, quero todos no mesmo andar, quero recebê-los de coração aberto, se vou conseguir, ainda não sei, mas juro que vou tentar. Até o tal Dinei e Nicole, vou zerar a antipatia e se eles me conquistarem, eu compro o pacote.
Lendo a Eva no seu blog, me remeti a tudo que a Denise passou, realmente, foi uma barra muito pesada... Ela lutou contra todos ali, mas seu pior inimigo foi a produção, eles só não contavam com o imenso apoio popular que foi o que a segurou de todas as roças, pela produção ela já teria sido eliminada no meio do jogo. Burros né? A menina bombando nas redes sociais e eles querendo quebrar as pernas dela. O imenso apoio popular de Denise lutou ferozmente com a emissora, que apelaram em todos os níveis, ao ponto de levar, em plena votação da roça a mãe de sua adversária, Bárbara Evans, ao programa da tarde, tornando a competição desleal e injusta, Denise teria que gozar do mesmo espaço, mas não foi isso que aconteceu e eu quase enlouqueci de raiva. Eu perco a linha com injustiças e eu perdi mesmo... Usei meu blog ferozmente contra a Record. Não adiantou nada, o prêmio foi para a escolhida deles. Ninguém me tira da cabeça que houve manipulação forte ali. Barbara é filha de uma mulher famosa, caidinha, mas famosa, portanto conhecida e Denise não, conhecida apenas pelo vídeo que expuseram maldosamente para denegrí-la, portanto ter disputado ali, mano a mano, foi uma vitória e Denise foi a campeã moral daquela Fazenda para mim.


Não sei exatamente explicar meus critérios de preferência. Uma coisa é certa, não é exatamente pela reputação, tem mais a ver com o caráter que eu consigo captar, com generosidade... É mais ou menos por ai. Como toda boa sagitariana, não tenho boa relação com injustiças, então se notar perseguição injusta meu lado maternal, protetor já fica aguçado, sempre foi assim, no meu lado pessoal inclusive.
Por exemplo, o Marcos vai entrar, estamos falando de uma nova chance, vamos lembrar do "Feminismo Utilitário", nada de já tachar ele como agressor, senão estaria sendo incoerente e isentando a biscate de tê-lo levado aos extremos. Vamos recebê-lo sem preconceitos, sem marcas daquela pessoa horrível, aquela bruxa má, chamada Emilly. Passou, vou tentar esquecer ele ter traido o Ilmar, vou vê-lo como alguém que passou por um surto e se curou. É difícil quando lembro dos fatos, mas juro que estou tentando e assim será.
Vamos receber Dinei, Nicole, Monique Amim, todos com a mesma boa vontade, passando uma borracha no passado. Bem, se vamos conseguir, só o tempo dirá.
Difícil será não torcer por Denise ou Flavinha, mas é assim que vai ser, não vou torcer por ninguém, a primeira semana será só observação.
Até breve, com mais novidades, contando os dias e os minutos para que o dia 12 chegue logo!!!


Um comentário:

Eva/RN ZCMC disse...

Beth, concordo com tudo quanto escreveu. Também sou sagitariana. Também vou me esforçar para apagar os erros de Marcos, tratar de não lembrar as canalhices dele com meu xodó Mamão. Espero que ele aproveite essa nova chance e se mostre de uma forma digna da profissão que exerce.
Um abraço.

A FESTA E AS REVELAÇÕES... A festa de ontém foi babado puro, nem sei por onde começar, mas vou tentar organizar minha cabeç...